Tradução Simultânea Projeto Social

Home/Eventos em Geral, Sem categoria/Tradução Simultânea Projeto Social

Tradução Simultânea Projeto Social

Tradução Simultânea Projeto Social patrocinado pelo Conselho Britânico

Intérpretes, informações e orçamentos: ligue 11 9 9934 4647 (operadora Vivo, com WhatsApp) e fale com Vivian

Fizemos a tradução simultânea de um projeto social patrocinado pelo Conselho Britânico para ajudar moradores de prédios ocupados, como por exemplo, a ocupação Mauá, no centro de São Paulo, próximo à Estação da Luz.

Vanessa Ikemori e Vivian Haynes traduziram um grupo de britânicos que trouxeram um software para fazer redes independentes, feitos com bloquinhos da Lego. A idéia é que estas pessoas tenham acesso a uma rede para dados, mesmo que falte energia ou que estejam em algum lugar inacessível a operadoras locais.

Tradução simultânea projeto social

Tradução simultânea projeto social

O prédio está ocupado desde março de 2007, e conta hoje com os movimentos MSTC (Movimento dos Sem-Teto do Centro), ASTC (Associação Sem-Teto do Centro) e MMRC (Movimento de Moradia da Região Central).

A Comunidade Mauá é uma das mais antigas ocupações da capital paulista. Em março de 2007, os sem-teto tomaram o antigo Hotel Santos-Dumont, abandonado pelos proprietários após o negócio entrar em decadência, nos anos 1980. Foram necessárias muitas viagens de caminhão para retirar o lixo e o entulho acumulados no prédio.

Os moradores removeram os tacos de madeira, tomados por pulgas e fungos. Reparos nas instalações elétricas e hidráulicas transformaram o espaço em uma comunidade funcional para 237 famílias, quase mil moradores.

Desde a gestão de Fernando Haddad, a prefeitura negociava a compra do edifício. Em 2014, fez um depósito judicial no valor de 11 milhões de reais para o processo de desapropriação, mas não houve acordo.

Recentemente, o governo fez uma oferta de 18 milhões de reais, correspondente ao valor atualizado do depósito feito em 2014 somado às dívidas do imóvel com o poder público.

Os sem-teto promovem atividades culturais para sensibilizar a sociedade. Recentemente, o jornal britânico The Guardian fez uma reportagem sobre o drama vivenciado pelos moradores da ocupação há pouco mais de uma década, em uma cidade com crescente população de rua e déficit habitacional. Esta reportagem resultou no trabalho de tradução simultânea do projeto social que fizemos, com a tradução simultânea para os ingleses que participaram do projeto.

A ocupação possui um coordenador geral, coordenadores de manutenção, de portaria e de limpeza.

Não são admitidos casos de violência doméstica, uso de drogas, furtos e envolvimento com tráfico. Dentro da ocupação, assim como é comum na dinâmica das ocupações de outros movimentos de moradia afins, há um sistema de pontuação, baseado na participação dos moradores em atividades como reuniões, mutirões e eventos culturais. A questão política é sempre presente. Todos os novos moradores passam por uma formação de base, em que são expostos os motivos da ocupação, diretrizes dos movimentos e direitos e deveres de cada morador. Em novembro de 2017 a Prefeitura finalmente livrou os moradores da ameaça de despejo, adquirindo o imóvel depois de tantos anos de luta.

Tradução Simultânea São Paulo Projeto Social – tel 11 9 9934 4647  Vivian Haynes

 

Por |dezembro 10th, 2017|Categorias: Eventos em Geral, Sem categoria|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixe um comentário